Par Mais: do “tequinês” à conexão com as dores das pessoas

Recepeti: colocando startups na vitrine da inovação com narrativas
2 de setembro de 2016
Show all

A história da consultoria de planejamento financeiro pessoal que descomplicou sua linguagem na hora de falar sobre grana.

Do que a Par Mais Empoderamento Financeiro precisava?

Desmitificar pré-conceitos sobre o serviço que presta, além de ser percebida como um parceiro confiável para ajudar as pessoas a lidar de forma mais saudável com dinheiro.

Só que…

Lidar com dinheiro já é complicado e quando um potencial cliente entrava em contato com tudo o que a Par Mais oferecia, sentia-se ainda mais confuso: pensar em planilha de controle orçamentário, carteira de investimentos, previdência, tributação, plano sucessório e patrimonial, enfim, é um mundo complexo.

Essa percepção de complexidade das pessoas em relação às finanças costuma favorecer instituições que aproveitam o baixos níveis de consciência e conhecimento financeiro para empurrar produtos aos clientes que, por desconhecimento e receio, acabam adquirindo sem uma real necessidade.

O que queríamos fazer com a Par Mais?

Ir no sentido oposto disso, buscando trazer as pessoas à consciência sobre como controlam seus gastos, investem suas economias e pensam no seu futuro. Fazer as pessoas confrontar suas limitações e medos com relação ao dinheiro para, então, mostrar como superá-los.

Para isso…

Mapeamos histórias de clientes e dos próprios sócios e colaboradores quando cometeram erros e tiveram prejuízos por não saber lidar com dinheiro, seja gastando de forma descontrolada, investindo mal, ou contando com seguros e coberturas totalmente desnecessárias e desalinhadas com seus perfis e estilos de vida.

Entendemos que estávamos falando de uma prisão financeira em que muita gente se encontrava e que o trabalho de empoderamento financeiro ajudava as pessoas a saírem dessa prisão e buscar a liberdade. Bingo! Encontramos a mensagem essencial.

Construímos um narrativa em forma de manifesto, inspirados pelas histórias e pela mensagem essencial, utilizando uma linguagem simples e que responde à questão fundamental que a Par Mais precisava responder: “como empoderar financeiramente as pessoas?

A narrativa respondeu a essa questão dessa forma:

“A partir do entendimento de suas história, momentos de vida e perspectivas, traçamos em conjunto estratégias adequadas às pessoas e aos seus interesses.
Mais do que olhar o fluxo de caixa, olhamos as finanças como um todo e o impacto do estilo de vida das pessoas em seu patrimônio, investimentos, seguros, sucessão, tributos e plano de aposentadoria.
Com isso, ensinamos às pessoas tudo aquilo sobre dinheiro que a escola nunca ensinou.

Depois da Par Mais, a pessoa está empoderada para sair da prisão financeira ter uma nova relação com o dinheiro.
Portanto, escolher a Par Mais é escolher a liberdade.
Par Mais Empoderamento Financeiro

Todo mundo pode ser livre.”

Essa narrativa gerou alguns filhos:

  • Textos para site
  • Discurso para apresentações comerciais
  • Roteiro de vídeo institucional

Peças disponíveis em www.parmais.com.br

“Nossa atividade é muito difícil de explicar e a gente tinha uma enorme dificuldade de explicar para nosso público, que é leigo. Antes falamos de forma técnica. Com o trabalho da Narrative, passamos a falar de uma forma muito mais simples, clara, amena. Estamos muito felizes com o trabalho!”

Annalisa Dal Zotto, sócia fundadora da Par Mais Empoderamento Financeiro

//]]>